terça-feira, 9 de setembro de 2008

A cegueira da cidade

Sopra o vento na cidade mentres vampiros atormentados pousam o seu preto sangue ao pé duns leitos ocupados durante muitas noites por estranhos vermes vindos coa terra sagrada do cemitério. O chorar dum pícaro mestura-se com o ruído das folhas que caem do Outono acabado de começar. Ninguém se decata, tod@s seguem ao seu...

É 23 de fevereiro de 2088.

Texto tirado de aqui

1 pingas caídas nesta terra:

O Garcia do Outeiro disse...

Moi bons os últimos três textos, gostei deles; sobre o de Sérgio González e melhor nom opinar nom vaia ser que empregue palavras que normalmente só emprego atrás dos animais.